2008/12/12

cinema às quartas no Virgínia | 35/2008

Amarcord
de Frederico Fellini

17 Dezembro 2008 | Quarta | 21:30




































Ano:
1973

Idade: M/12
Duração: 127 minutos
Género: Drama /comédia
País de Origem: FRANÇA/ITÁLIA

Sinopse:
O título Amarcord é uma referência à tradução fonética da expressão io me ricordo (eu me lembro), usada na região de Emilia-Romagna, onde o realizador nasceu.
Através dos olhos da personagem Titta, Federico Fellini revê a religião, a educação e a politica dos anos 30, época do fascismo italiano.
Fala dos sonhos de um outro mundo, sonhos alimentados pelos turistas de um hotel de luxo, por um transatlântico que por ali passa e pelo cinema.
Entre os personagens estão o pai e a mãe de Titta; um padre que escuta confissões só para dar asas à sua imaginação anti-convencional; Gradisca, a mulher da tabacaria; Volpina, a ninfomaníaca; o tocador de acordeão cego, entre outras personalidades singulares desta da cidade.

Prémios: Óscar de melhor filme estrangeiro em 1975 entre outros 13 prémios internacionais.

2008/12/07

cinema às quartas no Virgínia | 34/2008

NÃO ESTOU AÍ
de Tood Haines


10 Dezembro 2008 | Quarta | 21:30












Ano: 2007
Idade: M/12
Duração: 135 minutos
Género: Biografia / Drama / Musica
País de Origem: EUA / Alemanha


Com: Cate Blanchett, Christian Bale, Richard Gere, Heath Ledger

Sinopse:
I’m Not There é uma viagem pouco convencional à vida e aos tempos de Bob Dylan. Seis actores interpretam o papel de Dylan, como uma série de personagens em mutação – do público ao privado, passando pelo fantasioso – tecendo no seu conjunto um retrato rico e colorido deste sempre esquivo ícone americano.
Poeta, profeta, fora-da-lei, falso, estrela eléctrica, mártir do rock’n’roll, Cristão Novo – sete identidades cruzadas, sete órgãos a alimentar a história de uma vida, tão densa e vibrante como a era que a inspirou


Prémios: Nomeado para Óscar 2008 de Melhor Actriz, Melhor Filme, Melhor Actriz e Prémio do Júri no Festival de Veneza 2007, entre outros 14 prémios e nomeações.

2008/11/29

cinema às quartas no Virgínia | 33/2008

Trece Campanadas
de Xavier Villaverde

3 Dezembro 2008 | Quarta | 21:30






Ano: 2002
Idade: M/12
Duração: 108 min
Género: Thriller
País de Origem: Espanha










Sinopse:
Jacobo, um jovem escultor volta à sua cidade natal depois de vinte anos de ausência. A razão do seu regresso é a delicada saúde da sua mãe, internada num hospital psiquiátrico. Aí reencontra pessoas que já tinha esquecido, e que o vão ajudar a confrontar os acontecimentos dos quais tentou fugir durante toda a sua vida.

Prémios: Nomeações nos festivais de Goya, Fantasporto e Stiges.

2008/11/22

cinema às quartas no Virgínia | 32/2008

LUZ SILENCIOSA
de Carlos Reygadas

26 Novembro 2008 | Quarta | 21:30




















Ano: 2007
Idade: M/12
Duração: 136 minutos
Género: Drama
País de Origem: México / França / Holanda / Alemanha


Sinopse:
Luz Silenciosa conta a história de Johan, um homem casado, contra as leis da sua fé e das crenças tradicionais apaixona-se por outra mulher enfrentando assim um dilema interno, o de trair a sua mulher, a mulher que ele amou e romper desta forma a estabilidade aparente da comunidade ou sacrificar o seu amor verdadeiro e felicidade futura. Filmado de uma forma sublime, inteiramente na comunidade menonita mexicana perto de Chihuahua, Luz Silenciosa abre com o que é discutivelmente o plano único mais notável do ano; a aurora a despontar numa paisagem rural, o controlo da imagem e do som de Reygadas confirmam a sua posição como um dos autores de cinema mais distinguidos.

Prémios: Nomeado para Palma de Ouro e vencedor do Prémio do Júri no Festival de Cannes 2007. Vencedor de outros 22 prémios.




2008/11/14

cinema às quartas no Virgínia | 31/2008

A RAPARIGA CORTADA EM DOIS
de Claude Chabrol

19 Novembro 2008 | Quarta | 21:30

















Ano: 2007
Idade: M/12
Duração:
115 minutos
Género:
Drama
País de Origem:
França/ Alemanha

Com: Ludivine Sagnier, Benoît Magimel, François Berléand, Mathilda May, Caroline Sihol

Sinopse: Crítico emergente da revista Cahiers Du Cinéma nos anos 50, força financeira por trás dos primeiros filmes da Nouvelle Vague na década de 60, Claude Chabrol traz-nos esta sarcástica mas belíssima história sobre uma apresentadora de meteorologia da TV. Ela está dividida entre dois homens, um mais velho por quem está perdidamente apaixonada, um escritor famoso casado mas que nunca deixará a mulher por ela. O outro, um jovem milionário desequilibrado que a ama. No final, ela acaba por casar com o mais jovem mas este fica obcecado pelo ciúme que sente pelo seu rival.

Prémios:
Prémio da Critica no Festival de Veneza 2007, Arena de Ouro no Festival de Pula.

2008/11/09

cinema às quartas no Virgínia | 30/2008

Ossudo
de Júlio Alves


12 Novembro 2008 | Quarta | 21:30











Ano:
2007
Idade: M/6
Duração:
15 minutos
Género:
Animação
País de Origem:
Po
rtugal
Vozes:
Ossudo: Marco Almeida; Marlisa: Maria João; Barbeiro: João Araujo


Sinopse:

Esta curta-metragem está baseada em "Ossos", um conto de Mia Couto que entendo como a comemoração do amor como antídoto à miséria humana, transmite o carácter triunfante do ser humano ante a adversidade.

Dentro desse marco, Júlio Alves e Mia Couto oferecem-nos uma história universal: o amor pode existir em qualquer circunstância.


Prémios: Melhor animação no Festival Caminhos do Cinema Português 2008, Troféu Ouro/Animação no FICA 2008, entre outros prémios nacionais e internacionais.



Com Quase Nada
de Carlos Barroco e Margarida Cardoso

















Ano: 2000

Idade: M/6

Duração: 60minutos

Género: Documentário

País de Origem: Portugal / Cabo Verde


Sinopse:

A maior parte da população da Cabo Verde é jovem e as crianças são a referência principal deste documentário. Desde automóveis de alta competição a auto-estradas de grande velocidade, as crianças inventam brincadeiras de todos os dias a partir de quase nada...



2008/10/31

cinema às quartas no Virgínia | 29/2008

Deus não quis
de António Ferreira



5 de Novembro - Quarta - 21h30











Ano: 2007
Idade: M/6
Duração: 15 minutos
Género: Drama
País de Origem: Portugal


Sinopse:

Deus Não Quis é baseado na dramatização dos versos da canção popular LAURINDINHA.

É a historia de RAMIRO, um rapaz novo, que parte para a Guerra; do seu regresso e do desencontro com o amor da sua vida - LAURINDA.


Prémios: Prémio de Imprensa e Melhor Filme no Festival Caminhos do Cinema Português 2008, Prémio do Publico no Festival de Curtas de Badajoz 2008, Melhor Curta Portuguesa e Melhor Curta de Ficção no FIKE 2007




ESQUECE TUDO O QUE TE DISSE

de António Ferreira















Ano: 2002
Idade: M/12
Duração: 108 minutos
Género: Drama
País de Origem: Portugal


Sinopse:

ESQUECE TUDO O QUE TE DISSE é a primeira longa metragem de António Ferreira. A produção é de Paulo Branco, em co-produção com o canal Franco-Alemão ARTE e com a RTP. ZED FILMES é produtora associada.

Escrito por César Silva e António Ferreira, ESQUECE TUDO O QUE TE DISSE é a história da trágica comédia das nossas vidas: amor, conflito, separação e reencontro. Assim, em ciclos, para além da morte. O percurso de cinco pessoas que amam, que odeiam, que se separam e que se reencontram.

Messias, o marido, médico dentista, quase ilusionista. Felizbela, a bela esposa, quase feliz. Joana, a filha, quase cantora e o Pankas, seu namorado, quase cineasta. Bárbara, a sobrinha, quase família. Finalmente, o avô Tobias, pastor, quase imortal. Seis personagens, Seis histórias, um filme: ESQUECE TUDO O QUE TE DISSE.


Prémios: Prémio da Imprensa e Prémio Revelação no Festival Caminhos do Cinema Português 2003

2008/10/23

cinema às quartas no Virgínia | 28/2008

ALEXANDRA
de Alexander Sokurov














Ano: 2007
Idade:
M/12

Duração:
92 minutos

Género:
Drama

País de Origem:
Russia / France


Sinopse: Tchetchénia, nos dias de hoje. Uma frente russa. Aleksandra Nikolaevna é a avó que vem visitar o neto, um dos melhores oficiais da sua unidade. Passam-se os dias e ela descobre um novo mundo. Um mundo de homens onde não há mulheres, sensibilidade nem conforto. O dia-a-dia é pobre, num local onde as pessoas são parcas nos seus sentimentos. A cada dia, cada hora decidem-se questões de vida ou de morte. No entanto, é um mundo ainda habitado por pessoas.

Prémios:
Nomeação para Palma de Ouro em Cannes 2007

para saber mais:
http://www.variety.com/index.asp?layout=Cannes2007&jump=review&reviewid=VE1117933763

2008/10/16

cinema às quartas no Virgínia | 27/2008


O SEGREDO DE UM CUSCUZ

de Abdel Kechiche


22 de Outubro - Quarta - 21h30



Ano: 2007
Idade:
M/12

Duração: 151 minutos
Género: Drama
País de Origem: França









Sinopse:
Na cidade costeira de Sète, França, o Sr. Beiji, pai de família de sessenta anos com emprego precário esforça-se por manter a família unida, apesar do historial de tensões que sentimos sempre próximas da ebulição. Tem o peso do falhanço em cima dos ombros e um sonho, o de construir um restaurante. Num panorama negro, ele fala do seu sonho, sobretudo com a família que se vai solidarizar pouco a pouco com ele. O sentido de entreajuda poderá trazer o projecto a bom porto, ou talvez não…


Prémios:
César 2007 - Melhor realizador, melhor filme, melhor argumento e prémio actriz revelação. Veneza 2007 – Prémio FIPRESCI, Prémio Marcello Mastroianni, Prémio especial do Júri e nomeado para Leão de Ouro.

2008/10/09

cinema às quartas no Virgínia | 26/2008

Por motivos de cancelamento do filme "Os Amores de Astréa e de Céladon" por parte da distribuidora, vimo-nos forçados a substituir o filme desta semana por outro.
Desde já pedimos as nossas desculpas!

Tendo em conta que o realizador Eric Rohmer, continua a ter extrema importancia na história do cinema, optámos pela escolha de um dos seu mais divertidos filmes.
Assim e como uma despedida ao verão de 2008, iremos exibir:

Conto de Verão
de Eric Rohmer


15 de Outubro - Quarta - 21h30















Ano: 1997
Idade: M/12
Duração: 113 minutos
Género: Comédia / Romance

País de Origem:

França


Sinopse:

Gaspard espera que não lhe aconteça nada. Tanto para o melhor como para o pior. No entanto, as suas férias estão mal encaminhadas. Gaspard instala-se em Dinard, num quarto emprestado por um dos seus amigos da faculdade, à espera da vinda hipotética de Léna, a rapariga de quem se diz apaixonado.
Para enganar o tempo, o jovem passa as tardes a dar longos passeios com Margot, também ela estudante, mas ocasionalmente empregada de mesa numa créperie. À primeira vista as suas relações situam-se apenas no plano da amizade, mas depois veremos que outros sentimentos os unem. Ela tem o dom de o fazer falar, já que Gaspard é de natureza taciturna. Ele ensina-lhe, entre outras coisas, que gosta de passar os seus tempos livres a compôr canções. Uma delas está quase pronta e Gaspard vai dedicá-la à jovem...
Mas numa discoteca onde Margot o leva, Gaspard conhece Solène, uma morena extremamente atractiva que o seduz. O rapaz dedica-lhe então a canção e aceita ir passar o resto das férias com ela a Ouessant. Margot, que foi quem de certa forma empurrou Gaspard para os braços de Solène, fica ciumenta, sobretudo depois de ficar a par dos planos de viagem que ele tinha com Léna e com ela, caso a primeira não aceitasse viajar.
Entretanto, e para complicar ainda mais a situação, Léna chega a Dinard. Nas primeiras horas, Gaspard só tem olhos para ela. A jovem vai então ter tudo: a canção, a viagem, etc... Mas poucos dias depois Gaspard desencanta-se, sentindo que aos olhos de Léna ele não passa de um bom amigo e que ela não está verdadeiramente decidida a partir.
Com quem é que Gaspard vai então viajar? Com aquela a quem ele propôs em primeiro lugar mas que dia após dia tenta adiar a partida? Com Soléne, que está firmemente decidida a ir, tanto que até o assusta. Com Margot, de quem ele gosta cada vez mais, mas que continua a arreliá-lo dizendo que para um rapaz que se queixava de afastar as raparigas até nem se está a sair mal, pois está a braços com três. "Não achas que é um pouco demais?." A Gaspard não lhe resta então outra saída senão resolver esta grande embrulhada.

Prémios: Nomeado para o Prémio MIchel Simon - Acteurs à l'Écran


para ver:
para ler:

2008/10/06

Os nossos filmes via bluetooth


O Cineclube de Torres Novas em parceria com a Phenoma Design desenvolveram uma aplicação para telemóvel que disponibiliza de forma gratuita a programação dos filmes a exibir no Cinema às Quartas.

Para receber esta aplicação, basta ligar e tornar visível o bluetooth do seu telemóvel. Seguidamente uma mensagem aparecerá no seu telemóvel a solicitar se deseja receber a mensagem do Cineclube clique em “aceitar” e já está.

Assim de uma forma gratuita e ecológica, terá a sinopse e a ficha técnica dos filmes programados sempre por perto.


Saudações Cineclubistas e vejam sempre bons filmes

2008/10/03

cinema às quartas no Virgínia | 25/2008

Sicko
de Michael Moore


8 de Outubro - Quarta - 21h30












Ano: 2007
Idade:
M/12
Duração: 113 minutos
Género: Documentario
País de Origem: EUA

Sinopse:
Do aclamado e controverso realizador de “Bowling For Columbine” e “Fahrenheit 9/11”, «SICKO» é um retrato, do fundo do coração, do insano, muitas vezes cruel e sedento de lucro sistema de saúde americano contado do ponto de vista de quem enfrenta, todos os dias, extraordinários e dolorosos desafios na sua batalha por cuidados médicos básicos. Desta vez, o realizador pergunta aos companheiros americanos: “O que se passa connosco?”. Moore procura respostas no Canadá, Inglaterra e França, onde todos os cidadãos têm cuidados médicos gratuitos. Mostra que o sistema de saúde americano está em último lugar, entre os países mais desenvolvidos, apesar de ter um custo por pessoa mais elevado que qualquer outro sistema de saúde no mundo.


No início desta sessão vão ser exibidas duas curtas-metragens de dois jovens realizadores, um torrejano e outro francês, que vale a pena serem descobertas:


Entracte de Pedro Duarte

Ano: 2007
Idade: M/12
Duração:
12 minutos

Género: Thriller
País de Origem:
França

Sinopse:
Uma estação de serviço.
A noite.
Um homem espera.
Vai ter um encontro ...

5 Minutes 49 de Christophe Leclaire

Ano: 2007
Idade:
M/12

Duração:
6 minutos

Género: Experimental
País de Origem:
França

Sinopse:

Oxalá me deixassem em paz…

2008/09/27

cinema às quartas no Virgínia | 24/2008


COEURS | Corações 
de Alain Resnais 

1 de Outubro - Quarta - 21h30


Ano:
2006

Idade:
M/12

Duração:
120 minutos

Género: Drama / Romance
País de Origem: França / Itália














Sinopse:

Thierry, que é agente imobiliário, tem tido dificuldades em encontrar um apartamento a Nicole e Dan, um casal de clientes difícil. Na agência, Charlotte, sua colaboradora empresta-lhe uma cassete de uma emissão de televisão que ela adora, “As canções que mudaram a minha vida”, um programa religioso de variedades que perturba fortemente Thierry. A irmã mais nova de Thierry, Gaëlle, procura secretamente o amor, chegando a recorrer a anúncios. Dan, militar de carreira que acabou de ser expulso do exército, passa os seus dias no bar de um novo hotel do 13º bairro onde confidencia a Lionel, o barman, as suas aventuras profissionais e sentimentais com Nicole. Para assegurar o bom funcionamento do serviço à noite, Lionel viu-se obrigado a contratar uma assistente para tratar do seu pai, Artur, um homem velho, doente e em fúria. O nome dela é Charlotte. É assim que o desenvolvimento de um personagem pode perturbar o destino de um outro sem que para tal o conheça ou o venha sequer a encontrar.

Prémios:
Melhor Realizador e Melhor Actriz no Festival de Veneza 2006, Nomeado para Leão de Ouro. Prémio FIPRESCI no European Film Awards 2007, entre outros prémios e nomeações.

Trailler: http://br.youtube.com/watch?v=aE6Sz1LsSJQ&feature=related
imdb: http://www.imdb.com/title/tt0498120/

2008/09/23

VAMOS VOLTAR EM FORÇA

Pois caros amigos e público em geral, que esperamos ser mais este trimestre ;)
Voltámos e em força!

Como podem ver na programação do site do Teatro Virginia, este trimestre é em grande! Escolhemos todos os filmes pensar em vocês!!!

Para começar temos um programa especial, ligeiramente diferente do que é habitual: Queremos a vossa participação!!


cinema às quartas no Virgínia | 23/2008

WAITING FOR EUROPE - À ESPERA DE EUROPA
realizado por Christine Reeh


Sessão com a presença da realizadora



Ano: 2006
Idade: M/12
Duração: 58 minutos
Género: Documentário
País de Origem: Portugal


Sinopse
A jovem Vânia veio da Bulgária para viver em Portugal à procura da sua independência e de realizar o sonho de uma vida melhor. Passa por situações de illegalidade, exploração e discriminação, enquanto tenta encontrar respostas para as grandes decisões da vida: amor, carreira, filhos. Quando começa a viver em Espanha apercebe-se de repente do seu isolamento e que se encontra num ciclo típico de dependência. Este filme é sobre a emigração de uma perspectiva feminina. É sobre crescer e adiar a vida … enquanto se espera que um dia as utopias da Europa se realizem.

PRÉMIOS:
• “Grande Prémio Erasmus Euromedia” dos Prémios Erasmus Euromedia 2007, Viena, Áustria, Outubro de 2007
• Prémio “Medalha Euromedia” nos Prémios Erasmus Euromedia 2007, Viena, Áustria, Outubro de 2007.
• Prémio “Selo Euromedia de Qualidade” nos Erasmus Euromedia Awards 2007, Viena, Áustria, Outubro de 2007.
• Prémio “Melhor Documentário Internacional”, New York International Independent Film and Vídeo Festival, Nova Iorque, Julho de 2007.
• Prémio “Melhor Documentário Internacional Curto” no New York International Independent Film and Vídeo Festival in LA, Los Angeles, Março de 2007.

2008/07/02

Aproveitem para ver bons filmes !!!!!!


Interrupção involuntária


Pois é! chegou a altura em que ninguém quer ver filmes dentro de portas.
Por isso,
mesmo que não queiramos,
vamos fazer uma pausa!


Voltaremos em Setembro ou Outubro, em data a divulgar.
Espreitem-nos aqui nessa altura!

Boas Férias

cinema às quartas no Virgínia | 22/2008


Pedimos desde já desculpas pela sessão anterior,
por não ter corrido como previsto!

Prometemos no próximo semestre fazer melhor ! Sempre MELHOR !


2008/06/17

cinema às quartas no Virgínia | 22/2008

CICLO: IRÃO e USA questões políticas e sociais


Sicko

de Michael Moore


Ano: 2007 

Idade: M/12 

Duração: 113 minutos 

Género: Documentario 

País de Origem: EUA









Sinopse:

Do aclamado e controverso realizador de “Bowling For Columbine” e “Fahrenheit 9/11”, «SICKO» é um retrato, do fundo do coração, do insano, muitas vezes cruel e sedento de lucro sistema de saúde americano contado do ponto de vista de quem enfrenta, todos os dias, extraordinários e dolorosos desafios na sua batalha por cuidados médicos básicos.

Desta vez, o realizador pergunta aos companheiros americanos: “O que se passa connosco?”. Moore procura respostas no Canadá, Inglaterra e França, onde todos os cidadãos têm cuidados médicos gratuitos. Mostra que o sistema de saúde americano está em último lugar, entre os países mais desenvolvidos, apesar de ter um custo por pessoa mais elevado que qualquer outro sistema de saúde no mundo.


2008/06/10

cinema às quartas no Virgínia | 21/2008

CICLO: IRÃO e USA questões políticas e sociais

O VENTO LEVAR-NOS-Á
de Habbas Kiarostami

18 Junho 2008 Quarta 21:30














Ano: 1999
Género: Drama
Duração: 118 min
País de Origem: Irão/França

Sinopse:
Nada acontece nos filmes de Kiarostami ou tudo acontece. Afirmações paradoxais que definem o cinema feito por esse realizador iraniano prestigiado. Os habitantes de uma pequena aldeia do Curdistão Iraniano, vêem desembarcar um grupo de pessoas de Teerão com uma misteriosa missão. Apenas conhecemos um deles, o engenheiro, que se desloca ao cemitério, no alto da aldeia, para obter rede para o telemóvel. Uma investigação filosófica sobre a natureza do homem, a sua existência e a civilização.

Prémios: Melhor Filme, Prémio do júri e Prémio FIPRESCI do Festival de Veneza 1999

2008/06/02

cinema às quartas no Virgínia | 20/2008

CICLO: IRÃO e USA questões políticas e sociais

PERSÉPOLIS de Vincent Paronnaud e Marjane Satrapi

4 Junho 2008 Quarta 21:30



















Ano: 2007
País de origem: França
Idade: M/12
Duração: 95 minutos
Género: Animação / Comédia / Drama


Sinopse:
PERSÉPOLIS é a história comovente de uma menina que cresce no Irão durante a Revolução Islâmica. É através dos olhos da precoce e extrovertida Marjane, de 9 anos, que vemos a esperança de um povo ser destruída quando os fundamentalistas tomam o poder, forçando as mulheres a usar o véu e mandando para a prisão milhares de pessoas.
Inteligente e destemida, Marjane consegue fintar os “guardas sociais” e descobre o punk, os Abba e os Iron Maiden. Mas, quando o seu tio é cruelmente executado e as bombas começam a cair sobre Teerão durante a guerra Irão/ Iraque, o medo diário que invade o quotidiano do Irão torna-se palpável.
À medida que vai crescendo, a ousadia de Marjane torna-se uma constante fonte de preocupação para os seus pais que temem pela sua segurança. Assim, aos 14 anos, tomam a difícil decisão de a enviar para uma escola na Áustria.
Apesar de isso significar ter que pôr o véu e viver numa sociedade tirânica, Marjane decide regressar ao Irão para estar mais perto da sua família. Mas aos 24 anos, percebe que, apesar de ser profundamente iraniana, não pode continuar a viver no Irão.

Prémios: Prémio do Júri em Cannes 2008, nomeado para Óscar de melhor animação. Entre outros 10 prémios e 20 nomeações.

2008/05/28

Até sempre companheiro!



Infelizmente há Homens que partem cedo demais.

Desta vez foi o nosso companheiro André Moutinho que nos deixou devido a uma partida daquilo que tinha de maior... o seu coração.

Sócio do Cineclube de Torres Novas desde 2002 e director desde 2007, nunca deixou de dar a sua contribuição sempre que precisávamos dele.

Homem de opinião forte mas de grande humildade, era na construção e actualização do nosso blog que nos últimos meses vinha dando a sua ajuda, apesar dos quilómetros que o separavam da nossa terra.

Sempre disponível para pegar na tela de cinema quando era preciso ir às aldeias da Barquinha, ou no seu mais que tudo microfone quando era preciso gravar algum som, o André deixa um espaço vazio no nosso Cineclube.

Não somos só nós que perdemos um companheiro. É o Cineclube e a cidade que perde um amigo.

Até sempre companheiro!

2008/05/22

cinema às quartas no Virgínia | 19/2008


AMARCORD  
de Frederico Fellini 

28 Maio 2008 | Quarta | 21:30















Sinopse:

O título Amarcord é uma referência à tradução fonética da expressão io me ricordo (eu me lembro), usada na região de Emilia-Romagna, onde o realizador nasceu.
Através dos olhos da personagem Titta, Federico Fellini revê a religião, a educação e a politica dos anos 30, época do fascismo italiano.
Fala dos sonhos de um outro mundo, sonhos alimentados pelos turistas de um hotel de luxo, por um transatlântico que por ali passa e pelo cinema.
Entre os personagens estão o pai e a mãe de Titta; um padre que escuta confissões só para dar asas à sua imaginação anti-convencional; Gradisca, a mulher da tabacaria; Volpina, a ninfomaníaca; o tocador de acordeão cego, entre outras personalidades singulares desta da cidade.


Ano: 1974 
Idade: M/12 
Duração: 123 minutos 
Género: Comedi/Drama 
País de Origem: Itália/França

PRÉMIOS: Óscar de melhor filme estrangeiro em 1975 entre outros 13 prémios internacionais

2008/05/15

cinema às quartas no Virgínia | 18/2008


DAQUI P’RÁ FRENTE 
de Catarina Ruivo

21 Maio 2008 / Quarta / 21:30





Com
Adelaide Sousa
António Figueiredo
Marcello Urgeghe




Ano: 2007
Idade: M/12
Duração: 87 min
Género: Drama
Pais de Origem: Portugal

Sinopse:
Dora é uma esteticista que divide o seu tempo entre a profissão, o marido, António, que é polícia, e as reuniões do pequeno partido de esquerda a que pertence. Uma história de amor e como temos que aprender a existir e a resistir no quotidiano enquanto procuramos a felicidade.


2008/05/08

cinema às quartas no Virgínia | 17/2008

RECORDAÇÕES DA CASA AMARELA 

de João César Monteiro
  
14 Maio 2008 / Quarta / 21:30




Ano: 1989
Idade: M/16
Duração: 119 min
Género: Drama/Comédia
País de Origem: Portugal






Sinopse:
Esta é a primeira obra da trilogia em que o realizador interpreta o seu alter-ego a figura de João de Deus. Parece consensual ser este o seu filme mais equilibrado e bem conseguido.

«Lisboa, 1989: Um pobre diabo de meia-idade vive no quarto de uma pensão barata e familiar, na zona velha e ribeirinha da cidade. Atormentado pela doença, e por vicissitudes de ordem vária, o idiota, que se alimenta de Schubert e, quiçá, de uma vaga cinéfila como forma de resistência à miséria, é posto no olho da rua, após tentativa fruste contra o pudor da filha da dona da pensão.
Sozinho, e privado de quaisquer recursos, vê-se confrontado com a dureza do espaço urbano, e é internado num hospício, de onde sairá por ponderada decisão de homem livre, para cumprir uma missão "rica e estranha" que lhe é indicada por um velho amigo, doente mental como ele: Vai, e dá-lhes trabalho!».


PRÉMIOS: Leão de Prata no Festival de Veneza de 1989

2008/05/01

cinema às quartas no Virgínia | 16/2008

OLHAR O CINEMA PORTUGUÊS
1896-2006
de Manuel Mozos

7 Maio 2008 | Quarta | 21:30
















Ano: 2006
Duração
: 54 min

Género
: Documentário

Sinopse:
Manuel Mozos apresenta o seu filme "Olhar o Cinema Português 1896-2006", a sua última incursão sobre a história do cinema português, neste caso um panorama de 110 anos de história, “uma síntese” que parte quase exclusivamente de material de arquivo Amplamente composto por imagens de filmes portugueses, o documentário de Mozos inclui também o discurso directo dos seus protagonistas. “Tenta-se relatá-la cronologicamente e, apesar de certas lacunas, de um modo acessível, conciso e didáctico”.

Exibido publicamente pela primeira vez no
IndieLisboa 2007, OLHAR O CINEMA PORTUGUÊS chega agora à sala do Teatro Virgínia.